Os tais papagaios alucinados

São aqueles indivíduos que só abrem a boca para lançar facadas, agulhadas nos outros. Suas intervenções vêm sempre carregadas com acidez, fúria, lanças pontiagudas, finas lâminas inoxidáveis atiradas com objetivo letal.

Você, com certeza, conhece muitos que se definem como papagaios alucinados. Mas as redes sociais são o poleiro onde esses bichos perigosos encontraram um terreno fértil para sobreviver e expor suas visões deturpadas dos acontecimentos e usam-na como artilharia para ferir por ferir.

Você nunca os encontrará em nada que seja voluntário, nada que exija apenas desprendimento, solidariedade, desejo de ajudar sem olhar a quem. Você nunca os verá liderando uma luta digna, porque eles desconhecem o sentimento de fraternidade. Mas os verá atirando farpas e ofendendo os altruístas. Os verá despejando saliva de serpente sobre as flores, sangue sobre ninhos de recém-nascidos, fogo sobre borboletas, chuva ácida sobre campos de girassóis e os verá retornando para o lar e abraçando seus entes queridos como se o dia tivesse sido de boas realizações.

Você nunca os encontrará em nada que seja acariciar velhinhos, abraçar crianças vítimas, cuidar de doentes, ajudar pessoas por ajudar. Você nunca os verá ajudando na Igreja, em qualquer igreja. Você nunca os verá encabeçando uma campanha da fraternidade qualquer. Mas os verá escrevendo heresias, os verá crucificando pessoas como os romanos há dois mil anos atrás, os verá cuspindo fogo sobre os campos de cereais só para ver o alimento virar cinzas.

Você nunca os encontrará em nada que seja positivo, nada que transmita esperança, acalanto, consolo, reflexão inteligente, amor por simplesmente amar. Mas os verá ativos nas reuniões tribais, nos grupos partidários, nos locais onde são aplaudidos de pé apenas por terem ido lá e consentido bovinamente ao se colocar de quatro passivos diante do mal.

Você nunca os encontrará onde a consciência evolutiva se faz presente, não os verá fazendo o bem pelo puro prazer de fazê-lo. Mas os verá utilizando o nome de Deus onde Deus nunca aceitaria vê-lo sendo usado. Você os verá orando palavras sem sentido, orações sem rumo, porque elas lhes saem da boca por puro oportunismo e fanatismo.

Enfim, saber diagnosticar um papagaio alucinado é fundamental e deletá-lo uma questão de sobrevivência. Até o dia em que o animal se depare com suas próprias fraquezas e leve um golpe duro da vida. E, acredite, a vida é especialista nisso.

4 comentários em “Os tais papagaios alucinados

Adicione o seu

  1. Então… Gilmar, gente de bem faz o melhor que pode pelo outro, mas não manda notícias… faz pra ver resultados. Os das falácias, os dos olhos que só enxergam problemas, mas nem sugerem soluções, comprazem-se com os barulhos. Falam do que é comum a todos, mas não mexem palhas pelo bem comum.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: