Crônica poesia do que é bom

Comer “Sonho” (ainda quentinho) com recheio de marmelada

Ler uma boa estória

Espreguiçar-se demoradamente

Mergulhar num rio de águas transparentes

Chupar bergamota (no pé)

Acampamento em lugares ermos, onde o rio faz uma curva

Andar de moto

Sorvete com tudo em cima

Música dos anos 70

Pão feito em casa, recém saído do forno

Pão de milho quentinho com doce de pera e puína

Declaração de amor

Andar na chuva

Passear na praia

Acordar pela manhã e dar de cara com o mar

Se livrar de uma mosca chata

Ouvir o som do mar

Pescar o mar

Pescar Dourado

Beijo na boca

Dormir agarradinho

Rede, violão e Cuba-Libre

Promoção

Viajar… Viajar… Viajar…

Festa não programada

Abraço de mãe

Colo de mãe

Cheiro de mãe

Cheiro de pai

Escrever poesia

Ajudar um amigo

Receber um “obrigado”

Elogiar

Banho de cachoeira

Analgésico de rápido efeito

Conversar com Deus

Picanha bem passada

Radicci com bacon e vinagre colonial bem forte

Espiar criança dormindo

Abraço de criança

Missão cumprida

Bisteca de suíno na grelha

Confortar alguém

Parar na faixa

Apaixonar-se

O botão de desligar do controle remoto da tv

Filmes do Charlie Chaplin

Teatro infantil

Tocar um instrumento

Afagar um cachorro

Banho quente após uma pescaria

Sair com os amigos para uma noitada, divertir-se e voltar “são” para casa

Contar piadas

Morango (daqueles bem grandes e maduros) com chantilly

Estripar um pernilongo

Comidinha da mãe

Dominar um assunto

Sorvete de passas ao rum com calda de caramelo

Desenho animado da Walt Disney (todos)

O filme Rei Leão

Livros de Julio Cortázar

Crônicas de Luis Fernando Veríssimo

Torcer pelo Brasil na Copa

Som de gaita de boca

Ver o Brasil ganhar (vale até jogo de Mora)

Ajudar o Brasil a dar certo

Rir desbragadamente

Karaokê com amigos

Tirar dez na prova (qualquer prova)

Ver o purgante do vira-lata do vizinho, aquele que late toda noite, ficar mudo repentinamente (para sempre, sem chance de recuperação. Eternamente mudo)

Descobrir outras maneiras de ver o mundo

Música romântica

Violino

Flauta transversal

Violoncelo

Estrebuchar um Borrachudo com o dedão

Villa Lobos, Mozart, Bach, Chopin, Beethoven…

A música e a voz de Flávio Venturini

A poesia de Renato Teixeira

O livro “O Senhor dos Anéis”

Ser voluntário

Abraçar e beijar o amigo

Conhecer outro país

Dar presentes

Compor uma música

Codorna assada com polenta na chapa e queijo em cima

Jogar os CDs do Planet Hemp e do Tijuana no lixo

Pedir perdão ao lixo

Massagem

Deixar de fumar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: