A vingança do Brasil

Você aí que exalta gestão ideológica e não gestão ideal, você que nada fez além de trabalhar como um burro de canga nos últimos anos para o seu governo fazer propaganda junto aos miseráveis de sempre, estimulando o destrabalho e ensinando nas escolas que trabalhar é para otário.
Você que aplaudiu de pé e quase teve orgasmo quando a “filósofa” da USP, Marilena Chaui vomitou no trabalhador brasileiro seu ódio milenar e acadêmico ao ser humano, você que lotou ônibus em pleno horário de trabalho para se prostituir ao falo mágico de Lula. Você que se hipnotizava trabalhando enquanto um congresso de canalhas roubava seu país, você que vivia um sonho inventado numa galáxia distante enquanto representantes que você votou misturavam dinheiro público com dinheiro particular.
Você que não estava nem aí para o que acontecia embaixo no seu nariz, você que trocou seu voto para não se preocupar mais com ninguém além de você. Você que preferiu ser um reles fuzileiro a mando de generais hipócritas, você que esqueceu do seu país para enriquecer meia dúzia de oportunistas. Você que preferiu se preocupar com a tabela do campeonato da série A.
Você que dedicou sua vida apenas ao seu trabalho enquanto sua Terra Natal era invadida por seres extrainteressados saídos não da ética do trabalho, mas dos famigerados movimentos sociais esquisitos. Você que assistiu meia dúzia de indignados (sempre os mesmos) serem engolidos por milhares de pilantras sindicalizados e centralizados contratados como autofalantes doutrinários nas passeatas estratégicas.
Pois é! Pode ir preparando o bolso porque a conta dos últimos anos de gestão milagrosa do Projeto Lula no Poder vai cair no lugar de sempre, ou seja, no seu bolso.
O Governo atual deve aumentar imposto para cobrir o rombo nas contas públicas. Sim, temos um baita de um rombo nas contas públicas! O valor é da ordem de R$ 10 bilhões só em seis meses de 2017! E o mais irônico disso é só parte do dinheiro que foi roubado da população nos bombásticos casos de corrupção que contaminaram o serviço público brasileiro.
O aumento de tributos que vem aí é a única ferramenta encontrada por Temer e seus atuais correligionários para “cumprir a meta fiscal”. O mais irônico é que Temer comprou cerca de 330 deputados com benesses que beiram R$ 1,9 bilhão para garantir que seu governo não sofra impeachment por crimes praticados.
Eis aí a vingança do Brasil. O país, depois de ser tão odiado pelos seus cidadãos, se vinga cobrando tributos para endireitar o prumo. Para só continuar respirando, apenas isso. Respirando deitado numa maca dentro de uma ambulância que não anda.
Tá contente agora?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: