As cacatuas neuróticas noturnas e o 190

É incrível! Passou das 22 horas e a polícia militar começa a receber telefonemas de zoológicos paranoicos. São cacatuas que, no segundo seguinte, não aguentando sua doença mental de silêncio de vácuo, se atracam como bandos de papagaios enfurecidos a atordoar os policiais para cercarem um local qualquer porque lá estão cantando passarinhos num tom alto para seus super ouvidos.

A cidade então se transformou num mausoléu para idosos muçulmanos, que era o que essa massa de decrépitos hipócritas endinheirados sonhou para poder morrer em completo silêncio. À polícia foi inclusive solicitado que todos os beija-flores tenham suas asas cortadas porque não é possível dormir com tamanho barulho. Se você ver um policial cortando as asas de algum beija-flor ele está só seguindo as ordens das Cacatuas Superpoderosas.

As cacatuas endinheiradas também solicitaram que sejam eliminadas do município de Concórdia todas as abelhas, já que seu bater de asas está atormentando os casais que não conseguem fechar os afortunados olhos em seus travesseiros de milhares de reais. Cada abelha morta será transformada em bônus, mas tem que trazer para as cacatuas o corpo para colocar numa planilha de Excel e fazer mais tarde um gráfico.

O que mais me irrita é a cidade ficar de quatro diante das cacatuas insanas apenas porque elas são elites recheadas de grana e poder. Os jovens são engolidos por uma prisão construída pelas cacatuas poderosas em cumplicidade com a Polícia Militar servil, Promotoria passiva e Câmara de Vereadores que não tem coragem de escrever leis inteligentes e liberadoras. E isso significa leis para as maiorias e não para grupos mafiosos com super ouvidos.

Concórdia caminha a passos rápidos para ser uma cidade fantasma, porque os fantasmas decrépitos que aqui persistem em viver, não suportam o sussurrar do vento após às 22 horas.  As cacatuas inventaram a lei que proíbe qualquer som após as 22 horas e os outros aceitaram. Não entendo os jovens! Isso deveria ser uma bandeira e a Câmara dos Vereadores deveria ser invadida e direitos equalizados. Afinal, leis foram feitas para preservar direitos das maiorias e não de elites perniciosas que só usam Concórdia como máquina de fazer dinheiro e entregam de volta algo como nada.

Cidade sem diversão, sem o gargalhar das crianças, sem a euforia dos jovens são tocas de raposas, grotas fantasmagóricas, hospícios, buracos onde lobos velhos se escondem para morrer. Cidade que não pulsa de brincar não possui sustentabilidade de mão de obra, pois sua juventude procura exílio longe dela.

Enquanto o tímpano decrépito de velhos senis forem mais importantes do que o acorde de um violão, do que o sopro de uma flauta, do que a singeleza de um violino, do que a voz de uma atriz, do que a vitalidade de uma dança de rua, do que a soberania de um pas-de-deux, como vamos sobreviver? Para que precisaremos da audição? Para ouvir fofoca e espalhar caos? Isso sim é o que as cacatuas de Concórdia entendem: encher o saco da polícia, provocar confusão e cortar mãos de músicos, destruir a poesia se passar de 90 decibéis. Aliás, procure embaixo do travesseiro das cacatuas e você encontrará um decibelímetro. Isso quando as cacatuas não se masturbarem com os aparelhos num sábado sabático qualquer.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: