Os novos ungidos entregaram o país ao diabo

Venho batendo nesta tecla há muito tempo, estou falando da Ideologia do Medo novamente. O Antropólogo Paulo Storani, do RJ, se rendeu a isso. Sob o caos de mais dois policiais mortos ele diz textualmente que o Brasil foi tomado por forças que destruíram a ética nacional, a moral foi revertida e isso se reflete nas decisões políticas, que por consequência natural, se reflete na maneira como vemos o crime e o criminoso.

E eu acrescento, lideranças infantis, escolas tomadas por ideólogos covardes, partidos políticos atacados por intelectuais com idade mental reduzida, novas abordagens sociais consumidas por visões deturpadas e caducas da convivência social, a multiplicação incontrolável de ONGs que passaram a contagiar de culpa a sociedade pela miséria alheia como se a miséria fosse sempre culpa do êxito do outro jogaram o país no caos.

O medo de escrever leis duras que façam o bandido e principalmente o adolescente bandido temerem a lei também fez seu estrago. O Brasil foi tomado de assalto por intelectuais, juízes, políticos, desembargadores, ministros da Justiça, criminalistas confusos, tribos de Direitos Humanos fúteis, filósofos universitários completamente lolós.

Mas o pior aconteceu: passamos a eleger gente com esta forma esdrúxula de ver a política nacional, porque pensar diferente foi convenientemente tachado de ser Direita. Se você era disciplinado, hierárquico, ia à missa todas as semanas, respeitava seus professores sem discutir isso, respeitava seus pais sem ousar contrapô-los, se preocupava em ler bastante antes de fazer uma pergunta, você era de Direita.

Se você conversava com o policial na rua era traidor e de Direita, se você admirava seu chefe no trabalho você era escravo de senzala, se a criança via o exército como heróis da nação, imediatamente passava a sofrer bullying de novas turmas caprinas superiores em inteligência e especialistas em mídias eletrônicas.

Então, matar policial como se mata “bandidos imaginários” depois de ver um filme violento passou a ser comum e jogou na cara da sociedade toda a incapacidade do brasileiro adulto. Agora, é aguentar o rojão e esperar que o caos total tome conta das nossas vidas. É quase tangível no ar a Primavera Brasileira se aproximando.

A violência cinematográfica do Youtube está chegando no nosso quintal, num choque de realidade que arrasará nosso paraíso verde-amarelo, porque aceitamos líderes facínoras ditarem um novo e “revolucionário” modo de viver. Por sermos preguiçosos, deixamos como é comum nas sociedades comunistas, ungidos tomarem as decisões por nós.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: