Não permita que seu dedo vote em legenda

Muitos já sabem, mas outros ainda não. O voto de legenda é aquele em que o eleitor não vota no candidato, mas numa legenda, num partido. Os partidos políticos têm se deliciado com este tipo de voto nos últimos anos. Principalmente os partidos mais mafiosos, mais estratégicos, mais corruptos.

Ao não escolher um candidato, o eleitor inocente está dizendo que não confia em nenhum dos candidatos que estão concorrendo, mas reza para que as agremiações políticas, como PMDB, PSDB, PCdB, PT, PSTU, DEM…, tenham vergonha na cara e junto com ela ética.

Mas a realidade monstruosa jogou na cara do cidadão as mais perversas traições da classe política contra o povo brasileiro. Por que isso aconteceu? Porque o povo acreditou nos partidos e esqueceu que partidos políticos são uma extensão natural do caráter humano. Se os indivíduos têm um caráter indecente, suas ações obviamente serão indecentes.

Quem ganha num voto de legenda é a quadrilha que comanda os partidos políticos. Ao não escolher uma pessoa específica para deixar o seu voto, o eleitor está dizendo aos calhordas: “Estou confiando em tal partido para resolver as questões sociais do meu país”. Então o partido ganha poder e sai construindo esquemas de troca de favores, venda de cadeiras no Congresso Nacional, comércio de leis, elaboração de leis controversas, elitização dos benefícios…

Principalmente no Brasil, onde todo os partidos políticos são usados como meio para objetivos escusos, fazer voto de legenda é tudo menos estar a favor do país onde se nasceu ou se vive. É uma burrice medonha!

Escolha seu candidato a dedo, literalmente. Seu dedo deve se recordar no dia seguinte para quem ele deu poderes quase sobrenaturais. Seu dedo é o responsável pela vida que seus descendentes irão ter. Seu dedo é um Deus, pois determina a vida e a morte de milhões.

Pense que se seu dedo fosse um dedo cidadão, você jamais teria elegido, Sarney, Eduardo Cunha, Lula, Dilma, Palocci, José Dirceu, Genoíno, Tarso Genro, Maria do Rosário, Lindbergh Farias, Collor, Renan Calheiros e mais uma caminhonada de piratas que saquearam uma nação. Todos eles têm uma coisa em comum: legenda forte.

Quando um partido político se torna maior do que os seres humanos envolvidos nele, se transforma em totem, paradigma, um Deus, uma doutrina. Pois foram os partidos políticos autoproclamados de Deuses que acabaram com o Brasil. Pense nisso e comunique sua decisão para o seu dedo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: