Antes de descarga automática, sejamos filtro

Como disse o sociólogo Michel Harrington – americano de St. Louis – Missouri, “Quando existe avanço tecnológico sem avanço social, surge quase automaticamente um aumento da miséria humana”. Neste momento, entenda miséria como mau uso da inteligência, pois a pior miséria que existe, a mais letal é a miséria de ideias.

Digo isso, num momento em que as grandes redes sociais, em meio à explosão da internet pelo planeta, favorecem a simples descarga de material fecal informacional num Facebook, por exemplo. É alarmante a quantidade de indivíduos que simplesmente não possuem filtro algum. Pessoas que simplesmente se permitem reduzir à condição de um botão de privada, na ansiedade extrema e doentia de aparecer para o mundo, como se isso salva-se sua existência de uma solidão infindável.

Isso ajuda a explicar a quantidade de bobagens das mais variadas origens, disseminadas nas casas como uma torrente de esgoto que simplesmente não agrega nada, não provoca evolução. Ao contrário, só estimula a mentira, a confusão e a desesperança.

O sujeito recebe um lixo de conteúdo e faz o mais instintivo: reproduz a merda toda se achando um filósofo momentâneo, um intelectual famoso, um pensador moderno a ser respeitado e ovacionado. A solidão humana faz cada coisa!

Se não houver um mínimo de filtro, de que  adianta se ter raciocínio? Se não houver uma análise minúscula, de que adianta ter sido agraciado pelo Criador com a capacidade de pensar? Ser instintivo e se deixar levar por ele é coisa do bicho ou do fanático. Afinal fanático é ser bicho na sua essência mais pura.

Parece que a distância e o aconchego do lar, ou da alcova, ou de qualquer buraco que se esteja, proporciona um desejo incontrolável de apertar a descarga da própria vida e despejar na sociedade irresponsabilidade, desinteligência, burrice, covardia, fúria, ódio, ao despachar no automático conteúdo recebido sem que tenha sido interpretado pelo menos.

Por isso, cada vez que me refiro às Grandes Redes Sociais, como sanitário farto e despejado como se tivesse sido desentupido de supetão é por isso. Porque cada vez mais se percebe o exército de metralhadoras descalibradas provocando dano, apenas porque não se passou um conteúdo qualquer por um filtro qualquer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: