Fica claro o desprezo de Lula pelo Nordeste

Alguém se perguntou por que Lula resolveu, exatamente agora, fazer uma excursão pelo Nordeste, levando todo o seu séquito de fanáticas prostitutas passivas em carreatas de ônibus? O que procura Lula? O que procura o Stálin do agreste, o Maduro do nosso Cariri?

O que sempre procurou: a reativação do seu exército de calangos históricos para dar um susto em Moro e mostrar que Ele ainda é o Deus do Nordeste e do Brasil, o intocável coronel, o dono perpétuo da alma nordestina. Foi à procura da legião de zumbis que sempre se postou de quatro para o Falo de Garanhuns, mesmo que ele estivesse levando na boca a mensagem política de Lúcifer.

E isso mostra, em verdade, o real desprezo que ele sempre teve para com a região que o viu nascer, pois sabe que depois de se saciar da passividade e do pouco critério político do nordestino, sempre pode contar com os votos do que pra ele é só Meio. O rei dos Meios, o deus da soberba sempre pensou que o nordestino tem memória de galinha. E isso foi uma infeliz realidade por um bom tempo.

Só que não! Parece que até suas lascivas quengas também cansaram. Até que enfim! Antes tarde do que nunca! Liderando o maior lodaçal ético da história moderna do Brasil, o ex-presidente busca se salvar da próprio saliva artilheira, já que vê se solidificar a sua ruína política. Sobrando Lula apenas para seu harém e um pequeno mas letal grupo de fanáticos que emporcalham as Redes Sociais com desculpas dignas de bandidos. Gente que desonra os próprios pais e avós para se declarar apaixonada pelo barbudo.

Ao se meter numa espécie de carreata eleitora fora de tempo e espaço no Nordeste, Lula expõe todo o seu desdém para com a cultura nordestina de ser um povo ordeiro, trabalhador e dono de uma alma digna de reverência. Para Lula, isso se transformou em voto, só isso. E sua busca desesperada por apoio, exatamente no Nordeste, deixa claro seu desrespeito pela inteligência, pela capacidade de reflexão, transformação e renascimento do cidadão nordestino. Lula não contava com isso, com a mudança do seu povo. Sim, o ser humano tem um limite para tudo, mesmo que seja um ser humano que não se ame, ou que tenha um amor próprio ínfimo.

É até lindo e esperançoso ver os ônibus que deixam Lula à porta dos hotéis sendo recepcionados por meia dúzia de vampiros sexuais sindicais contratados e outra dúzia de patifes que mamam o dinheiro público como terneiros vorazes e insaciáveis descendo as escadas do banzo para ajudar a recepcionar um Lula acabado e destilando ódio com seu olhar de reprovação.

Repare que Lula sempre desce por último…! Para ter alguém à sua espera. Mas, a recepção está sendo feita pelo próprio séquito que viaja com ele. Lindo isso!

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: