O esperado fim de uma era

Espera-se, sinceramente, que estejamos encerrando uma era dramática da história brasileira. Espera-se que a forma como vemos o Estado, finalmente, faça o chip decrépito e amoral que se formou no pensar da nossa geração morrer para todo o sempre.

Espera-se que as quadrilhas lideradas por Lula e Temer sejam o estopim ético para que as pessoas entendam que este formato de governo brasileiro seja extinto e uma nova forma de governar contagie os adultos deste país.

Espera-se que as bases partidárias se sobreponham aos ditadores e seus grupos de facínoras. Espera-se que filosofias baratas e espúrias sejam consideradas atentatos à nação. Espera-se que crianças sejam crianças, que adolescentes sejam adolescentes e não crianças mais, que o trabalho não seja considerado uma punição e que punições verdadeiras não se restrinjam a uma confortável tornozeleira num SPA por crimes reiteradamente cometidos. Lembrando que escravos usavam correntes pesadas na Senzala por crimes que nunca cometeram. Nenhum país decente que tem um Justiça para a escória e uma outra para sua elite sobreviveu a si.

Espera-se que juízes, promotores, desembargadores, procuradores e ministros dos Supremos sofram a dor do brasileiro que planta, que constrói, que manufatura, que ensina, que produz, que cava.

Espera-se que o povão tome vergonha na cara e, se imutável, entre em barcos como zumbis e deixe o país pela maneira mais rápida em busca do nada, porque nada foi a não ser  uma vergonhosa imitação de ser humano.

Espera-se que a permissividade histórica do brasileiro se transforme em dor crônica e que doa, doa, doa até a esperada transcendência em direção à sabedoria. Que o individualismo doentio sofra um revés letal. Que o tamanho do Estado se transforme em algo que possa ser fiscalizado, administrado e que corrupção seja considerada crime de primeiro grau.

Espera-se que as estatais sejam reduzidas ao mínimo para não serem mais cúmplices de crimes contra a pátria, que esse câncer chamado estabilidade no emprego seja extirpado do corpo quase já sem vida nacional. Espera-se que sob a inspiração de Deus, esta ignomínia apelidada “legalmente” de Fórum Privilegiado seja decapitada sem a mínima hesitação.

Finalmente, que o Brasil deixe de ser menor do que suas medidas geográficas e que seu povo se mate para ressurgir numa nova civilização onde a ganância não seja mais uma possibilidade comum. Precisamos urgentemente de um suicídio mental coletivo em prol do Brasil.  Espera-se! Eu espero! E você?

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: