Doeu,é?

Desde que começou a guerra dos aposentados e pensionistas pelo respeito dos governos aos direitos dos que contribuíram durante anos para ter sua aposentadoria na parte final de suas vidas, poucas entidades ligadas ao poder tiveram a coragem de se posicionar, deixando aposentados, pensionistas e idosos com o toco da espada para lutar um luta inglória.

Mas, foi só o editorial de um grande jornal, O Estadão, criticar os juízes federais por usufruírem de vantagens que há muito são eticamente discutíveis, principalmente num país falido como o nosso, que os juízes federais finalmente mostraram as unhas. Disseram eles numa carta aberta: “A carga tributária suportada pelos magistrados é enorme, sofrendo os seus vencimentos brutos um decréscimo de um terço quando se considera o valor líquido do subsídio mensal. Mas não se abre um debate sério sobre a proporção da contribuição previdenciária sonegada por empresas, nem sobre o que se deixa de recolher de imposto de renda sobre lucros e dividendos de empresários milionários.”

E os aposentados da iniciativa privada, das fábricas, das construções, das ruas, das escolas? E os aposentados do salário mínimo? E aqueles que não conseguem nem pagar pelo remédio que precisam para sobreviver? E aqueles que são tratados como lixo nas instituições federais e estaduais dos corporativismos criminosos?
Foi só confrontar quem estava vivendo um paraíso no meio do inferno que prontamente se levantaram contra as críticas prontos para detonar! Por que não o fizeram quando os necessitados foram aviltados?
De repente os juízes federais sentiram-se fragilizados quando uma parte da sociedade importante como a imprensa reflete sobre regalias que apenas uma ínfima fatia do todo recebe, em detrimento à degeneração do todo. Pois é assim que o aposentado se sente, exatamente assim. Já que as unhas do governo, do poder, sempre estiveram voltadas para a carne dos desprotegidos, dos desgraçados.
“Inaceitável propaganda agressiva e de má fé” entoada em alto e bom som pela associação dos juízes é o que vem sofrendo o todo e não as tribos corporativistas. Mas isso vai acabar, por bem o por mal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: