Um poema Fred Mercury

Não importa o que você passou ou está passando, não importa os buracos por onde andou, as dores porque sofreu, as pedras que carregou, as mágoas que engasgou, o medo que te tragou, a fúria que te engoliu, as feridas que te abriram, as lágrimas que lhe caíram, a mentira que lhe contaram, a droga de vida que lhe parece, a procura onde o amor não acontece, o monte de porcarias que lhe jogaram no colo, a planta que não se ergueu do solo.

Não importa tua tragédia mesmo que parecendo infinda, tua busca infrutífera por uma felicidade muitas vezes plástica, não importa a matemática da grana, o sucesso que ruiu, o lar que sucumbiu, a voz entalada na boca, no importa tu vida loca, não importa.

Não importa a decepção rotineira, não importa a confusão passageira, a luta por um nada, a buraqueira da estrada, a palavra que lhe feriu, a tunda de laço que você levou, a canção que ficou esquecida, a frustração que lhe parece íntima confidente, as traições frequentes, orações mal interpretadas, o texto que lhe agregou nada, o som que ensurdeceu sua alma, as pessoas que te decepcionaram, o dano que você causou. Não importa mesmo!

O show deve continuar. The show must go on!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: