Maduro finalmente fecha a cortina de ferro sul americana

Bem ao estilo comunista e imitando seus úteros de outros tempos, União Soviética, Cuba e Coréia do Norte, Nicolás Maduro, numa homenagem aos ditadores comunistas Joseph Stálin, seu homônimo nas Américas, Fidel Castro e o asiático Kim Jong-un fechou o ferrolho da cortina de ferro na fronteira Venezuelana com o Brasil. O lugar que os miserentos utilizavam para fugir da desgraça vivencial socialista foi bloqueado às 21h desta sexta, dia 18 de maio.

Agora, só fugindo pelas florestas, e muitos tendo que carregar o resto de seus bens junto com crianças de colo e velhos. E o comunismo então mostrou sua face mais verdadeira, mais vitoriosa: sua sede de poder e dominação. E tratando seres humanos como indivíduos-formiga que só são importantes enquanto trabalham para o formigueiro.

Nicolás Fidel Stálin Kim Maduro aperta o torniquete de suas mãos poderosas apoiado por milícias e legiões de bárbaros apelidados de entidades sociais ligadas ao governo.

Agora já não basta dominar pela fome, pela falta de assistência, pela falta de Justiça, pela morte de todos os códigos morais que construíram as civilizações americanas. A estratégia chegou onde, inevitavelmente, chegam todas tiranias: ao completo domínio da alma humana. Agora, não se foge mais da Venezuela apenas, tem que escapar dela para salvar o couro, passando pela polícia comunista de Maduro.

Se o sujeito quiser alimentar a família ou adquirir algum remédio, tem que passar pela polícia estatal para atravessar a fronteira brasileira e voltar para o território venezuelano carregando meio kg de arroz às escondidas do regime de Esquerda que predomina lá.

Lembrando que o comunismo é um movimento político que defende, na sua essência, a formação de uma sociedade sem classes sociais, onde os meio de produção sejam propriedade comum. Ou seja, o comunismo é perfeito… Para um formigueiro. Essa ideia genial saiu dos intestinos de Karl Marx e Friedrich Engels.

E depois disso, quando vejo os comunistas da minha cidade, vomitando orações fanáticas de amor eterno à foice e o martelo pelas redes sociais, fabricando fatos, deturpando acontecimentos, soltando lágrimas de jacaré e endeusando facínoras, ladrões, alcoviteiros, mafiosos de estrela na testa, sinto meu estômago se revoltar.

E penso: será que alguém ainda acredita numa palavra deste tipo de formador de opinião? Será que esses marqueteiros de sigla conseguem convencer alguém?

O cadeado selado, a tranca da cortina de ferro de Maduro é a marca comunista clássica. O pior de tudo é que os crápulas brasileiros usaram da sagrada ideologia de Esquerda para justificar esta insanidade. E Maduro vai apertando.

O próximo passo será minar o solo da fronteira da Venezuela com o Brasil e qualquer outro país. Mas o maior erro que podemos fazer é achar isso é Esquerda. Isso é a Esquerda latino americana e não uma Esquerda clássica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: