O Fígado e o Cérebro

É impressionante! Chega a beirar à alucinação semi coletiva a ruindade das análises do fenômeno social por alguns jornalistas, sociólogos, filósofos, intelectuais, catedráticos, cientistas sociais, historiadores, blogueiros, famigerados estimuladores midiáticos e congêneres. Opiniões chapadas de todos os ranços possíveis contaminam a realidade a partir de olhares individuais estrábicos.

Golpes que não existiram, revolucionários que nunca o foram, bandidos travestidos de heróis, heróis travestidos de bandidos, crimes que não são crimes mesmo sendo-os, culpas estratégicas sendo absorvidas por formigas carregadas de doutrinas ideológicas espúrias diariamente explodem nos canais midiáticos.

Quem perde? O Brasil, apenas ele! Porque as realidades nunca mudam quando a interpretação delas é uma farsa. Um país não sabe mais o que é o Bem e o que seja o Mal. A confusão de conceitos diariamente faz festa em programas e postagens paranoicas que se especializaram em distorcer fatos ao bel prazer do indivíduo, não do todo.

A ruindade da busca por soluções sustentáveis encontra terreno fértil por aqui. Somos enfim, o país onde os conceitos universais do que seja verdade, se transformou em experiência social. Pensadores com idades mentais próximas à infância pulverizam o imaginário popular a partir de microfones famosos ou teclados solitários.

Quem perde? De novo o país! Porque nunca vamos nos encontrar enquanto não soubermos interpretar nossa cultura. Pensar com o fígado e com o Cérebro tem particularidades incríveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: