Os fantasmas dos Direitos Humanos no Brasil

Certamente você já ouviu falar do Human Rights, Ong internacional de Direitos Humanos com ramificação, óbvia, no Brasil. Aqui você conhece por “O pessoal dos Direitos Humanos”. Eles estão na internet! Uma verdadeira Babel de páginas, portais, blogs solicitando diariamente doações, contribuições.

Então, já que é o seu dinheiro que está em jogo, você procura saber quem são os tais ativistas, membros. Claro, você tem o direito de saber quem são as pessoas que vão usar sua doação para “defender o direito dos outros”. Você não vai assinar um cheque em branco e jogar na rua, vai?

E você quer saber o cpf de cada um, a história de cada um, onde se formaram, qual grupo social eles representam dentro da organização, onde estudaram, quem foram seus mentores e, principalmente, sua vida pregressa, seus antecedentes… Enfim, quem é o ser humano por trás do anonimato?

Só que não! Aí você esbarra num segredo guardado a sete chaves. A imprensa inclusive jamais se preocupou em investigar e mostrar para o cidadão que paga as contas públicas, quem são os ditos cujos.

Uma Caixa de Pandora muito bem guardada e pouca gente, incrivelmente, preocupada em saber o que tem dentro. Principalmente porque há dinheiro do cidadão envolvido na sustentabilidade da organização. Então você vê  os tais membros, ocasionalmente, surgindo do nada defendendo, muitas vezes o indefensável. Claramente deixando dúvidas sobre a ética envolvida. O que, inevitavelmente, induz a acreditar que é uma seita ideológica muito bem construída para permanecer preservada o máximo possível. Como uma Ku Kux Klan! A diferença é que os membros da seita americana usam vestimentas para se esconder e os Direitos Humanos se escondem na clandestinidade dos circuitos integrados da Internet.

Se ela fosse algo decente, transparente, você, eu, nós, saberíamos quem se esconde por trás da carapuça da proteção ao direito humano. Isso nunca te intrigou? Se você não sabe quem é o teu líder, como vai saber se ele é digno da tua admiração e fé?

Isso te diz algo? Isso não soa suspeito para você? Não te ensinaram em casa que tudo que tende a permanecer escondido é pouco confiável?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: