O mimimi das “ias”

Sobre o mimimi da Filosofia e das “ias”: elas mesmas se enterraram no Brasil. Porque adquiriram viés. Ao invés de estimular o pensar, elas mostraram um caminho. Um caminho escolhido pelo Foro de São Paulo, obviamente. E deram com os burros n’água, naturalmente. Porque tudo que instiga o óbvio e forma jihadistas partidários, praticamente aniquila parte do cérebro humano… Que foi feito para evoluir em direção a Deus, nada fora disso.

Nossas “ias”, tão defendidas por feitores doutorados, se tornaram instrumento de poder e não o que deveriam ser:  caldeiras de instigar as duas partes do cérebro a fumegarem como lava vulcânica. Parte disso porque as razões de tantos “doutores” acadêmicos surgirem foi para crescer profissionalmente, aumentar salário e nunca realmente promover a evolução dos aprendizes ou de si.

As “ias” formaram mariners, quando tinham a obrigação de formar seres reflexivos,  contestadores, alunos pró-ativos, indomáveis na essência. Aluno-águia e não Aluno-galinha. Deveria ter sido assim.

O viés foi o peso que pendeu a balança para o empobrecimento do pensar brasileiro. As academias de “ias” daqui se concentraram em produzir em série peças humanas de reposição para uma estratégia e não para glorificar a ciência e entregar ao planeta uma geração brasileira produtiva, laboriosa, apaixonada pelo seu país e não por um paradigma apenas.

Os mestres brasileiros das nossas “ias” faliram a própria filosofia. Platão, Sócrates, Decartes e tantos outros devem estar pisando em fogo no além. Que este rumo doido seja esquecido no tempo. Precisamos de seres que pensem melhor, não que repitam melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: