O jornalismo pelego de Redwald

Um pelego é um pelego! Com Pulitzer sem Pulitzer, continua sendo intrinsecamente, um pelego! Jornalista que se vende a uma ideia e “hackeia” um país para disseminar desinformação e desinteligência e favorecer a corrupção ideológica é uma formiga-operária de uma Rainha escrota. Para um facínora qualquer, os meios justificam os fins. Para um facínora! Jornalismo é muito mais do que apenas uma ferramenta de comunicação.

O mesmo Greenwald não viu dano na administração fraudulenta da Petrobrás, nem ‘hackeou’ Dilma enquanto ela liderava uma sangria na maior estatal brasileira. O mesmo jornalista não grampeou os dirigentes de esquerda que participaram do maior ataque contra uma nação que se viu nos tempos modernos.

Quando Lula e sua quadrilha de várias cores se apropriava e montava um arsenal de falcatruas para justificar uma gestão ideológica, roubando o contribuinte via contratos satânicos de corrupção generalizada, o mesmo Greenwald estava escondido nas catacumbas de permissividade prazerosa. Hipocritamente mergulhado no monturo intelectual do oportunismo.

“Redwald” é mais uma ferramenta de subversão da moral em detrimento a um totem. Mas o totem continua preso. Não deu certo! Redwald é a síntese do atirador contratado para dar fim a um alvo e libertar seu cafetão político. Porque algumas putas, definitivamente, não conseguem mais viver sem entregar o movimento financeiro ao seu gigolô no fim de um dia de trabalho, mesmo que apanhem dele com lascívia.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: