Os bandidos mais amados

Quem diria, partiu da Veja, a mídia escrita esquerdopata mais famosa do país, uma expressão que define com perfeição a relação do banditismo com a política nacional. Ao se referir à estreia de nova temporada da série La Casa de Papel, chamou a série de “Bandidos Amados”.
Assim me parece esta relação doentia quando a sociedade se permite, por parte de um grupo de cidadãos, aceitar o crime como ferramenta de institucionalização de uma ideia acima do Bem e do Mal. Quando um grupo de jornalistas se une para deformar a informação em prol de um objetivo claramente ideológico acontece o início do caos moral pelo qual o Brasil está sendo submetido.
Chegamos ao fundo de algo bem podre, quando pessoas não conseguem mais deixar de amar bandidos, desde que eles estejam vestindo o uniforme certo, rezando a oração hipnótica permitida e mesmo submetendo seus amigos e familiares a um segundo plano, coroando-os de vergonha diante da flagrante escolha da grande maioria da sociedade.
“Bandidos Amados” retrata esta paixão bandida que deixa uma parte expressiva da população como prostitutas de um grande bordel, enquanto seus cafetões se divertem distribuindo socialismo barato como se fosse um sanduíche de pão com mortadela para um esfomeado.
E o “gigante pela própria natureza” se apequena diante da castração mental, do viés debiloide, da luta por uma causa digna de seres de Deus. É lindo quando quem não presta mais como cidadão cospe para cima e recebe seu veneno na própria boca, e se engasga com a própria peçonha. Tudo por medo de mudar e sair da maldita área de conforto.
“Bandidos Amados” define com arte como uma relação doentia pode tornar doentes em militantes úteis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: