O paraíso do corporativo faminto

Em 20 anos o número de funcionários públicos subiu 83%! Não é possível um país suportar isso! Produzimos como loucos para pagar salários e direitos de uma casta que nos devolve um lixo de serviço.

A reforma administrativa que Fernando Henrique, Lula, Dilma e companhia deveriam ter implementado, para desafogar a nação e crescer como país, foi relegada por um populismo criminoso de presidentes escrotos! Ao elegermos lixo, recebemos, como cidadãos, um lixo de prestação de serviço.

Impressiona o peso do Estado sobre a população. É vergonhoso o número de gente que mama deitada na máquina estatal. Acredite, são mais de 11 milhões de indivíduos! Só em 2017, o país gastou R$ 750,9 bilhões com o pagamento de servidores ativos, o que corresponde a 10,5% do PIB! Fora o gasto com a aposentadoria nababesca dessa gente!

Nesse meio tempo a classe se uniu e passou a eleger seus representantes no Congresso. Até que o povo preguiçoso ficou sem representante algum. Hoje, deputados e senadores amarram qualquer reforma administrativa porque não lhes interessa o país, mas seus eleitores.

É isso que Bolsonaro e equipe vão enfrentar agora. Talvez a maior batalha da vida do país. A verdadeira guerra começa agora: diminuir o peso do Estado na vida do suor do brasileiro, porque vamos nos matar pra ficar pagando prazeres para uma elite, enquanto o país morre lentamente… Com as crianças dentro dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: