Sinceramente está tudo errado

A reforma política brasileira deveria ser prioridade. Ora, deputado foi eleito para legislar, seja na esfera estadual, seja na federal. Ou seja, deputado existe para votar leis e fiscalizar o Executivo, dando ao país um equilíbrio de poder necessário para manter viva a democracia.
 
No Brasil, por uma artimanha estratégica, ao deputado foi dada uma verba para que ele distribua dinheiro público para entidades ao bel prazer da sua íntima escolha. 
Então mudou o foco do deputado. Agora, legislar, fiscalizar é a última função que ele executa. Na sua prioridade está negociar votos com entidades desesperadas para continuarem existindo. O que deveria ser função do Executivo, pois é quem é o gestor público da verba, deputados se deliciam numa virose de prazer que tem a única missão de preservá-lo no poder o mais longe que puder ir.
Está tudo errado! Isso não é mais admissível! Não nos dias de hoje! Há uma armadilha imoral pulsando aqui a que o cidadão foi preso. Enquanto os deputados se deliciavam em garantir mais um mandato, as leis brasileiras foram se esfacelando porque não eram mais o alvo de nenhum deles. Parte da imoralidade que Brasil se tornou tem foco nas emendas parlamentares.
Em Santa Catarina a orgia com o dinheiro público garantiu aos deputados R$ 171 milhões. Esse valor deveria estar nos cofres do Estado para ser usado pelo Executivo em obras. Falta grana para as obras, mas não falta para os políticos fazerem politicagem.
No Brasil, simplesmente os deputados federais vão dispor de absurdos R$ 18 bilhões para terem seus nomes atrelados a verbas que servem para coptar tolos nas próximas eleições.
Fala sério! Ou fazemos uma reengenharia urgente, ou vamos continuar a ser um país de mentirinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: