Educação e o berro do ladrão de energia

Eu até entendo que mudar não é uma coisa fácil. Mas, sinceramente, não consigo ver ninguém mais reativo que o professor, ganha inclusive do sindicalista. E o reativo destrói qualquer grupo de trabalho, porque é um ladrão de energia. Pergunte a qualquer pessoa que exerça algum tipo de liderança e verá que é uma das verdades inquestionáveis de qualquer gestão. E isso ajuda a explicar também a quantidade de reativos que chegam nos dias de hoje para pedir emprego. Ele nem precisou de conteúdo para aprender isso, já que seu professor se encarregou de fazê-lo com sua atitude.

O reativo toma a energia do grupo, trabalha contra o foco, sabota tudo o que esteja incomodando a sua prestimosa área de conforto. O reativo é a burrice histórica prejudicando a evolução, atrasando nações.

Enquanto a Educação brasileira continuar a ter em seus quadros o ladrão de energia, o reativo, mesmo com pós, doutorados e todo tipo de artefato intelectual oportunista, permaneceremos mesmo sendo o rabo do mundo civilizado. E isso vai ser ensinado para as nossas crianças, porque veem no professor uma espécie farol. Se o farol é torto, a luz também será. Pais deveriam se preocupar com os professores que ensinam seus filhos.

Precisamos com urgência estabelecer um filtro para que um professor reativo, não roube a energia das crianças, dos jovens no ensino médio e do adulto no ensino superior. Os números são inoxidáveis, as notas são como uma fratura exposta da ruindade nacional em ensinar. Mas o professor reativo não está nem aí, porque nunca esteve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: