A fome insaciável do político ultrapassado

Em tempos de proposta para rejuvenescer o país administrativamente, coisa que nenhum líder teve coragem de fazer, como Bolsonaro está propondo, chega a ser alucinada a solução que governadores, liderados por Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal, fazem ao propor o tal de Fundo de Compensação.

É, em verdade, um novo ataque ao bom senso, num país quebrado por políticas sujas anteriores de presidentes e máfias sedentas de poder movido à corrupção. Numa clara tentativa de fazer a política podre dos podres políticos, dos podre tempos, resistir aos ares sagrados da mudança na gestão nacional.

Ora, mais uma vez, o melhor ministro da Economia do planeta, Paulo Guedes, foi catedrático ao dizer “Temos que lembrar acima de tudo que a nação, a pátria, o país, não é apenas um acordo entre contemporâneos, não é apenas um pacto entre contemporâneos, é acima de tudo um pacto entre gerações”, declarou o ministro. “A União não pode vergar sobre o risco de quebrar a pretexto de ajudarmos os contemporâneos”.

Ou seja, os Estados têm que aprender fazer gestão diferente, cortando privilégios e administrando em prol de uma nova realidade. Cortar na carne é parte do novo Brasil. Dinheiro público é para as obras que vão garantir a sobrevivência da nação, apesar dos brasileiros imediatistas que querem ver a morte da Mãe de Todos, desde que morram com a barriga cheia.

Ao resistir a entrar na unificação de impostos prevista na reforma tributária, governadores e prefeitos sabotam a tentativa do Brasil sobreviver a si mesmo. Não podemos ser mais o brasileiro que fomos, porque fez mal ao ninho.

O ninho! Temos que pensar no tipo de ninho que vamos deixar para as nossas crianças, os nossos jovens. Entregar uma terra arrasada a eles é coisa do vil, dos demônios que carregamos dentro e não conseguimos matar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: