A eleição de Biden à moda Venezuela e o movimento do Brasil no novo tabuleiro

Geopoliticamente falando, num pleito parecido com a eleição de Maduro na Venezuela, a ascenção de Biden à presidência fragiliza os EUA fora de suas fronteiras e, especificamente, depois do ataque que o então ainda candidato Biden fez à soberania nacional, no quesito Floresta Amazônica, não ficará sem resposta. Não com Bolsonaro na presidência!

Se estivesse no poder a Esquerda ainda, isso seria resolvido com muita grana, já que é sabida a volúpia que o Esquerda tem com relação à grana. Mas não com Bolsonaro! Graças a Deus demos poder ao líder certo na hora certa.

E as peças do tabuleiro já estão sendo movidas. Naturalmente, o Brasil vai se aproximar da Rússia e a América do Sul deixa de ser definitivamente “quintal estadunidense”. As relações com os norte-americanos começam a tomar outra direção e isso mostra como política internacional é igual segurar uma batata quente nas mãos.

O BRICS – coligação de países de mercado emergente em relação ao seu desenvolvimento econômico formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul ganha novo estatus.

E isso me lembra um texto que escrevi há pelo menos uns três anos, quando dizia que colocar todas as fichas numa só jogada é suicídio. Há que se pensar militarmente nessas horas e proteger flancos, estratégias evasivas, esconder arsenal, camuflagem, construir pontes e não muros, etc.

Mas nosso maior inimigo ainda está aqui dentro. E são milhões. E são implacáveis porque se perderam da Mãe Pátria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: