Como atingir o nirvana da imbecilidade no jornalismo

Está fresco ainda, seu trauma é recente, estou falando do assalto que uma quadrilha praticou não contra um banco, mas contra uma cidade. Criciúma, do Sul do estado de Santa Catarina foi escolhida a dedo durante meses, numa ação cinematográfica. Foi tão bem arquitetado que simplesmente pegou o sistema de segurança da cidade algemado. E que resultou, infelizmente, no ferimento grave de um policial, um herói desconhecido, solitário no meio da noite de angústia.

Mas o que mais me deixou preocupado não foi a violência do assalto, mas a violência e o despreparo que grande parte dos opinadores da rede social e dos principais meios de comunicação mostraram, numa atitude bem à Esquerda do pensamento social, ao sair loucamente chutando o balde da opinião, como se estivesse vomitando depois de uma festa regada a muito rum cubano. Muitos deles, por mais incrível que seja, louvando os bandidos por assaltarem um “banco”.

Dê corda para um jornalista de Esquerda e ele se engasga na própria saliva. Dê oxigênio para um profissional da comunicação de Esquerda e ele morre asfixiado na própria soberba e desalinho mental. Os jornalistas do grupo RBS, ligado umbilicalmente ao grupo Globo, portanto ao lado vil da comunicação, Kely Matos e Davi Coimbra atingiram o nirvana da imbecilidade ao afirmar no programa Time Line – da rádio Gaúcha, num devaneio comuno-esquerdopata que a ação dos criminosos em Criciúma foi um ato “ideológico” e que “o crime não é roubar banco, é fundar banco”. No ato, um policial foi morto e a cidade foi palco de um momento de guerra na madrugada.

Isso mostra o péssimo trabalho dos mestres na academia, porque o drama desencadeou uma avalanche de bobagens ditas e escritas que fazem qualquer jornalista com lucidez corar de vergonha. O discursinho esquerdopata tão treinado nas discussões em aula foi praticado à exaustão por línguas impregnadas de viés decadente.

Como jornalista, peço perdão à cidade, à polícia, à instituição financeira assaltada, ao cidadão em casa, aos jovens, às crianças, ao meu país pela insanidade que saiu da boca de dois profissionais, dois pelegos militantes de uma ideia podre de convivência social. Graças a Deus a reação da sociedade foi também na mesma proporção, já que o programa onde os dois idiotas despejaram esse esgoto midiático já perdeu cinco patrocinadores, segundo notícias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: