A tirania do Judiciário brasileiro está acabando com a gente

Já passou da hora! O Brasil não aguentará o Brasil por muito tempo! A massa trabalhadora não suportará pagar uma das maiores cargas tributárias do planeta. Somos o décimo-quarto país que mais paga impostos na Terra. E entre os 30 países que mais pagam cargas tributárias, o Brasil fica em último lugar, quando se mede o retorno para o bem estar da população (pequisa feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário).


Porque são pequenos principados nacionais que sofrem a ingerência nociva do Judiciário. O mal do Brasil é termos o pior Judiciário do planeta. Uma célula tirana que é, na realidade, quem manda no país e na sua gente.


Não há equilíbrio, o Judiciário roubou este equilíbrio. Nossas vidas, pequenas vidas foram judicializadas de uma maneira que é a Justiça e suas entidades que dominam a produção do oxigênio que o brasileiro precisa para respirar e a fonte de água que nos mata a sede. Todos somos marionetes na mão de promotores, juízes, advogados, desembargadores, ministros da justiça e correligionários.

A Esquerda entendeu isso há muito tempo…! Foi só doutriná-lo que, naturalmente, o país passou a pertencer a ela. As ações do STF são uma ferida aberta, uma chaga exposta que mostra essa realidade. Estatais atravessam as piores dores do povo brasileiro incólumes, intactas. São usadas como ferramenta de estratégia de dominação política-ideológica na cara dura.

A Educação Pelega (Pátria Educadora), parte militante vital do Foro de São Paulo, se tornou um braço armado de um Judiciário que trava tudo, impede a roda de se mover, caça tentativas de mudar o status quo e estamos morrendo como nação.
Aqui, um presidente eleito democraticamente, em plena pandemia assassina, trabalha com uma tornozeleira eletrônica invisível comandada por um sistema de Justiça perverso e canhoto, enquanto um bandido, corrupto, chefe de máfia, que deveria estar preso, comanda com lábia perfeita e pulso firme 11 ministros da Justiça como se eles fossem seus guarda-costas.

Somos o paraíso das classes dominantes de Esquerda, das elites parasitárias, dos corporativismos terroristas e isso está sufocando nossa nação. Não é mais possível assistirmos a Petrobras, o Banco do Brasil e Eletrobrás, por exemplo, serem mais importantes do que a qualidade de vida do ser humano brasileiro.

Ninguém suporta carregar pedras infinitamente para construir pirâmides em pleno século 21, como diz sabiamente em seu livro “Reengenharia para o Brasil – uma revolução sem sangue”, o empresário Fiorelo Ruviaro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: