O minuto de silêncio ofensivo

Chega a ser patético! Que vergonha! Um Senado corrupto homenagear um povo morto por um vírus extrangeiro é como dar uma cuspida na cova do defunto, ao invés de dizer: “Vá com Deus”!

O Senado resolve fazer “um minuto de silêncio” pelas 400 mil vítimas da pandemia, até agora! Mas, terminado o minuto de silêncio (uma estratégia de propaganda nada mais que isso) a casa legislativa volta a ser corrupta, recheada de senadores envolvidos com o crime até o pescoço, volta a trabalhar na surdina em cumplicidade indigna explícita com um STF nocivo e com uma velha imprensa repleta de vícios e visão ética vil.

É o minuto de silêncio mais desastroso que se pode executar, porque as vidas humanas mortas em questão não se sentem mesmo homenageadas, mas lastimam pela eternidade, lamentam que autoridades brasileiras de primeiro escalão sejam como um exército de Mao Tsé Tung vibrando de felicidade sobre o cadáver de um povo trucidado pelo desejo de uma elite de Esquerda.

Este é o minuto de silêncio vergonhoso! Algo parecido como a plateia de uma arena romana, fazer uma homenagem aos cristãos que vão ser trucidados como espetáculo domingueiro enquanto toma vinho e se delicia com guloseimas que passam de mão em mão.

Senado, a maior homenagem às vítimas deveria ser decência individual e amor verdadeiro a Deus e à Pátria que lhes paga a duras penas um dos maiores orçamentos do planeta político na Terra.

Eleitor, por favor, aprenda a votar! Pelo bem das novas gerações. Para que eles tenham um futuro para chamar de seu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: