El Salvador mostra que é possível reagir à Velha Política

Então, o presidente de El Salvador, um país tomado por gangues, resolveu reagir à coação e contra um judiciário nocivo. O pequeno país da América Central, exatamente como acontece com o Brasil, viu-se comandado por um Judiciário contratado pelo Antigo Estado. O Brasil, para quem tem mais de dois neurônios ativos, apesar do todo o esforço do presidente Bolsonaro, está sendo governado por um STF montado por Fernando Henrique, Lula, Dilma e Temer e por um Congresso recheado de pistoleiros de aluguel de partidos facínoras que a parte militante e fanática do eleitor brasileiro insistiu em eleger.

Os jihadistas-bombas espalhados pelos corredores burocráticos da nação brasileira durante anos de Esquerda no poder, e foram muitos, demais, diariamente fazem aquilo para o que foram contratados: minar e explodir qualquer ação desenvolvida pela atual gestão, principalmente aquelas que derrubam o antigo modelo corrupto que nos liderava.

Enquanto as verbas públicas, também chamadas de “Bolso do Cidadão”, alimentavam um corporativismo tirano às custas das riquezas de um país gigante, molenga e submisso, todas as milícias montadas pelo Foro de São Paulo aqui, serviram para dar sustentabilidade aos seus desejos mais sombrios. Gente que levava na língua a poesia dos canalhas, o conhecimento dos depravados e nas mãos uma vontade interminável de engordar às custas de uma maioria de carregadores de pedras obrigados a chicotadas a erguer pirâmides esdrúxulas.

No caso de El Salvador, o atual presidente Bukele, empresário (veja só!), que se elegeu exatamente criticando a Velha Política, a mesma que vem há décadas consumindo países inteiros de dentro pra fora, destruindo valores familiares milenares, foi eleito em 2019 criticando a velha política e, como o nosso presidente, usando a Rede Social, gastando pouquíssimo e alinhado com o então presidente americano, Donald Trump. Por isso, é óbvio, o primeiro país a demonstrar insatisfação foi os EUA de Biden.

O Esquerda de carteirinha e almanaque tem um mantra que entoa até secar a boca: “A governança democrática exige respeito à separação de Poderes…”. Que hipocrisia! Porque seus adoradores são seletivos! A frase não terminou aí, ela continua “… Desde que não haja perigo para a sobrevivência à Esquerda”. Neste momento, o pelego muda imediatamente e passa a sofismar, ou seja, encobrir a verdade com argumentos falsos, dando-lhe uma interpretação falsa, oportuna e estratégica.

Quando o Judiciário de uma nação democrática não tem mais em si a saudável e necessária “Independência”, ele se torna não um fiel da balança, mas um peso a mais, um elo a mais na corrente que escraviza o cidadão. Ora, El Salvador mostrou que pesos podem sim ser retirados se a sobrevivência de uma cultura única está em perigo.

Cada um é cada um. No Brasil, não precisamos chegar a este ponto ainda! Ou sim? O tabuleiro de xadrez político está frenético. Com certeza vai sobrar para alguém. Espero que o brasileiro deixe de agir como “peão” apenas e passe a olhar reis e rainhas com olhos mais inteligentes.

A frase do presidente salvadorenho aos organismos internacionais soa afiada e certeira “Estamos limpando nossa casa e isso não é de sua incumbência”, disse. Mas isso aconteceu apenas por um motivo: o Congresso de lá não está dividido como o nosso. A grande maioria foi eleita junto com um novo presidente. Aprendamos! Não basta uma voz, um herói. Nao se luta uma batalha tão importante sozinho. E foi o que fizemos: deixamos Bolsonaro lutar sozinho com meia dúzia de abnegados, enquanto infectávamos o Congresso com velhos vírus conhecidos e malignos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: