A delícia de ser Esquerda no Brasil

Que beleza, o governo venezuelano aumentou o salário mínimo: 10 milhões de bolívares! Ops, só que não! São R$ 18,30! Exatamente o preço de 1 kg de carne por lá.

Ou seja, o socialismo é uma coisa para espertalhão-trouxa mesmo, para zumbis, para imbecis, para formigas, para idiotas-úteis, não para seres humanos inteligentes. Por isso você não vê gente fugindo do capitalismo e sim do comunismo opressivo carregando os filhos nos braços e uma trouxa de roupas, trazendo no olhar um desespero só encontrado em quem foge dos confins do inferno.

Aí você vê o brasileiro de Esquerda, gordo, farto, falador, romântico, encostado num barranco qualquer, afogado em hipocrisia, parasitando um Estado pesado e convencendo otários que o inferno é uma invenção do Capital. E você entende as razões do poder escroto escolher a Escola e a destruição da família e da religião cristã como passos iniciais de implantação da cartilha.

Vai lá, vai ser Esquerda na Venezuela, vai viver de vento e restos do lixo, vai trabalhar para sustentar a Formiga-Rainha e ser feliz. Ser Esquerda no Brasil é outro nível, aqui ele se farta do suor dos outros, lambe os dedos com guloseimas, usa jatinho, viaja com a grana do contribuinte para fazer propaganda ideológica em viagens internacionais, se entope de doutorados exdrúxulos pagos pelo imposto do trabalhador, ao mesmo tempo em que cospe na nação e no seu povo, destrói a sua cultura e se posta como predador, enquanto vê a banda passar.

Ou seja, a “Esquerda é de matar”! Nota: isso não é metáfora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: