O uso mentiroso das Rádios Comunitárias

Não importa a ideologia no poder, o uso das rádios comunitárias se tornou uma armadilha para a informação, salvo raríssimas exceções. Sejam as rádios autorizadas por Fernando Henrique, Lula, Dilma, Temer e do atual Bolsonaro. O que deveria ser uma democratização da informação, se tornou um curral eleitoral dos mais perversos que se poderia imaginar.

Pobre do jornalismo que apanha diariamente nessas estações controladas por sindicatos, velhas direções de associações de moradores, senis e vorazes políticos, coronéis especialistas em eleição, instituições capangas, cemitérios de pelegos dos mais variados naipes.

Uma pena que ainda não tenhamos aprendido a respeitar a comunicação como ele merece, muito menos o ouvido do cidadão como ele merece. Usar as mídias como ferramenta de coerção e não de iluminação mental é uma indignidade, uma patifaria, um dolo à lucidez social.

Quando partidos políticos mancham as direções das Rádios Comunitárias, elas perdem a razão de existir. Não é por aí que vamos evoluir como nação! Se quem domina as Rádios Comunitárias não presta, certamente o produto delas terá vida útil breve. E pelo que ouço de ouvintes, isso já está acontecendo. O ouvinte é tudo, menos burro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: