Poema da dor e suas dores

Quem sabe da dor e o que lhe cabe? Ora, só a tua própria dor o sabe!
Não há intimidade, nem sabedoria, nem profundas ou vãs filosofias, nem excepcionais conhecimentos que possam descrever a dor e sua consequência como aquele que a carrega dentro de si. A dor é a mais verdadeira das companhias, a mais legítima e honesta resposta da vida à soberba do ser humano. A dor, esse coice selvagem de uma montaria indomável é absolutamente tão democrática que nenhuma força a detém. Então, nem o Poder e seus poderes a escravizam. Não é lindo? Falo disso, ver essa força indo e vindo e a prepotência do arrogante se esvaindo diante de algo que ele não domina.  Por isso a dor deveria ser farol e apontar direções inteligentes. Infelizmente, não é. Não ainda.
Quem sabe da dor e o que lhe cabe? Ora, só a tua própria dor o sabe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: