Thomas Giuliano expôs muito bem a farsa da Pátria Educadora

Os números são absolutamente inoxidáveis quando analisamos o resultado do projeto "Pátria Educadora", principal arma do Foro de São Paulo e por consequência da Esquerda Nacional. Descemos a ladeira no quesito crítica social, cálculo, análise filosófica, testes internacionais da qualidade do que ensinamos nas escolas e universidades. Os números não mentem. O socialesquerdismo daqui fez... Continuar Lendo →

Demorou, mas aconteceu: estamos em Guerra

Foi um 11 de setembro aqui no Brasil. O Congresso, juntou jihadistas de todas as cores, amores, ideias e vontades para chantagear o Brasil como nunca aconteceu antes na nossa história. Sem pudor algum, deputados e senadores se uniram para cobrar do presidente e sua equipe propina para votar leis que tentam trazer inteligência social... Continuar Lendo →

Quando vejo o presidente do meu país…

Anos de gestões facínoras fizeram o cidadão sentir nojo de presidentes e presidentas aqui no Brasil. Fora dos currais eleitorais e grupelhos sanguessugas, uma simples caminhada de um presidente brasileiro pelas ruas do seu país tornou-se algo inimaginável. Mas, bastou o Bem envolver o coração de um presidente, que isso se tornou algo corriqueiro. Um... Continuar Lendo →

Poesia penicilínica

Não tem como se conter já que toda coragem é falsa. Toda bravura se esvai no espaço, o ser se apequena, o corpo antes cheio de bravatas se contorce pra dentro, quando no exato momento adentra a porta, trazida por mãos infalíveis, a seringa com a Benzetacil receitada. Ali, o guerreiro se entrega, a nádega... Continuar Lendo →

Poesia da democrática dor

Ela vem, mesmo que não se a permita! Vem e grita sua presença! Vem e nivela tudo à sua volta. Ricos, pobres, velhos, novos, crentes, não-crentes, inteligentes, ignaros, soberbos, humildes, poderosos, escravos…! Todos se ajoelham a ela, se prostram a sua justa tenacidade. A Dor é, talvez, a coisa mais justa, enfim, porque toca tudo... Continuar Lendo →

Oração pelo canalha da Casa Grande

Um dia desses, fui agulhado por uma pessoa que achava que o "Lula mexia demais comigo", porque refresco a memória amiúde do leitor sobre o tipo de líder que escolhemos durante uma vida. Mas revolvo a história, principalmente porque Lula ainda existe e está operante. Agora foi buscar perdão do Papa, como se isso fosse... Continuar Lendo →

Um obreiro, não um anjo no poder

Depois de Fernando Henrique, Lula e Dilma, depois de vermos quadrilhas nocivas com uma retórica linda na língua venenosa desconstruindo um país inteiro, coisa que só mesmo uma guerra poderia fazer, um anjo não consertaria o estrago. O país precisava de um obreiro, um guerreiro, e não mais um politicamente correto hipócrita com poder na... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑